fbpx
diferencia salarial entre generos no brasil

Diferença salarial entre gêneros: existe e precisa acabar

Hoje vim soltar o verbo sobre um assunto tabu na sociedade, que já encara oposição forte, mas que precisa ser discutido: diferença salarial entre gêneros.

Essa desgraça é realidade no Brasil e no Mundo, inclusive em países de primeiro mundo na Europa. Vamos falar sobre o assunto e tentar entender o porquê é tão importante a igualdade no mundo corporativo?

Por que falar hoje sobre diferença salarial entre gêneros?

Porque, felizmente, hoje o Brasil deu um passo pra frente.

É um marco histórico para o país. De acordo com a notícia divulgada na Agência Brasil, no dia 13 de março:
Senado aprova multa para quem paga salário diferente para mulher.

Bom, o projeto de lei que endurece a cobrança sobre empregadores que não pagam salários iguais para homens e mulheres foi aprovado no senado e segue para análise da Câmara dos Deputados. Ainda há muito chão pela frente, mas acredito que esse ato seja um grande passo para as mulheres e grandes mudanças podem vir pela frente.

Feliz em saber que algo está a ser feito em relação à essa realidade. Feliz é pouco, estou atônita.

Diferença salarial entre gêneros no Brasil

De acordo com a Agência de Notícias do IBGE, a brasileira estuda e trabalha mais e ganha menos do que o homem.
E mesmo com uma leve queda na desigualdade salarial entre 2012 e 2018, as mulheres ainda ganham, em média, 20,5% menos que os homens no país, de acordo com um estudo especial feito pelo IBGE para o Dia Internacional da Mulher, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua).
IBGE

Diferença salarial entre gêneros no Mundo

Um gráfico do Fundo Monetário Internacional publicado em agosto de 2018 compara a desigualdade salarial entre os países. Alguns deles já lutam, com sucesso, para acabar com a divergência, outros, como o Brasil, ainda tem muito o que trabalhar para que a realidade mude.

O texto ainda ressalta que há diversas políticas que podem contribuir com a redução dessa diferença ajudar a reduzir as diferenças salariais nas economias avançadas e em alguns países em desenvolvimento, tais como:

  • Eliminar a carga tributária sobre o segundo salário (na maioria dos casos, das mulheres);
  • Utilizar créditos ou benefícios tributários para os trabalhadores de baixa renda. Isso reduziria a obrigação tributária líquida.

Nos Estados Unidos

Os EUA aparece em 7º lugar no ranking. Em um gráfico sobre os cargos e salários do país dos sonhadores, a diferença salarial mais parece um pesadelo.

Inscreva-se em nossa Newsletter! 🚀

Que tal receber todas as novidades do Vida de Home Office?

* Campo obrigatório

Os salários no início da carreira de homens e mulheres são equivalentes, mas quanto mais alto o cargo, mais discrepante a diferença salarial entre gêneros ( Deus nos ajude).

Média de salário por idade e sexo na América.

Luxemburgo rainha

Lydia Mutsch, ministra da Saúde e da Igualdade de Oportunidades em Luxemburgo conta que o país ainda não conseguiu combater a diferença salarial de modo definitivo, mas que está otimista com o resultado: menos de 5%.

Aprender com quem está fazendo bem

A Comissão Europeia já organizou o Fórum sobre o futuro da igualdade de gênero na União Europeia desde 2015 para lutar contra as diferenças entre sexos. Comissão essa liderada por quem? Luxemburgo. 😉

As mudanças vem desde cedo

Aliás, vale lembrar que os países melhor ranqueados em relação à igualdade de gênero combatem a diferença desde o primeiro dia de interação social de uma criança: na pré-escola, por exemplo, lugar onde todo mundo é tratado de forma igualitária.

Por que eu acho importante tocar no assunto?

Infelizmente o mundo foi preenchido com conceitos ultrapassados durante décadas e, portanto, as pessoas ainda não acostumaram com os novos ideais, além de que é mais fácil manter a ideia caquética de que homens são superiores às mulheres e, portanto, não merecem os mesmos direitos. Já foram tantas lutas (vencidas, amém) para conseguirmos direitos trabalhistas, empregos decentes ou até a direito de estudar.

Precisamos parar de errar

Por isso acho crucial falarmos sobre esse assunto.

Antigamente as mulheres não podiam estudar. No máximo estudavam até o ensino fundamental para que tivessem assunto com seus maridos e, assim, mantinham o interesse deles.

As primeiras americanas que tiveram a chance de fazer faculdade ficavam escondidas atrás de biombos no fundo da sala de aula para que não atrapalhasse e tirassem a atenção da classe.
Minha própria avó e suas duas irmãs se graduaram escondidas de meu bisavô, que naquela época não acreditava que mulher tinha que trabalhar fora de casa ( duas delas professoras e uma enfermeira..maravilhosas, elas).

O mundo está mudando

Alguém vê cabimento em algumas dessas cenas? Espero que não. E isso é um bom sinal. O mundo está mudando e estamos mudando junto com ele. 🙂

Mas ainda temos muito a caminhar

Para ficar mais fácil te explicar, vou exemplificar com falas que ouvi sair da boca de seres humanos.

Quem nunca ouviu algum absurdo como:

“Não, não te dou aumento porque você tem marido.”

O pior chefe que eu tive. Falando nisso, veja meu artigo sobre ser um líder de respeito e não virar um chefe.

ou:

“Minha mulher não trabalha porque não quer, porque por mim…sem problemas…”

Se você disse essa frase para mim, parabéns. Sinta a vergonha arder em seu rosto nesse momento do jeito que ardeu de raiva em MEU rosto quando ouvi isso num bar.:)

Já passou por algo parecido?
Compartilhe conosco o absurdo que você já ouviu no ambiente de trabalho.

O que você pode fazer para não ser mais uma vítima da diferença salarial entre gêneros

  • Mantenha-se atualizada;
  • Estude o máximo possível;
  • Acredite em você mesma – você tem um puta potencial;
  • Ajude as colegas de trabalho. Juntas somos mais fortes;
  • Não aceite injustiças;
  • Documente tudo.

O último tópico é importante para que você busque justiça, se necessário! Para você ter ideia, eu gravava as reuniões com meu ex-chefe porque as pérolas eram frequentes. Resolvi não processá-lo porque mudei de país. Bom pra ele. Hoje rezo para que a diferença salarial entre gêneros seja, cada vez mais, apenas um erro do passado e que fique por lá.

📌Pin me

Publicitária na área de marketing digital, resolveu trocar ideias sobre o mundo do Home Office. Morando no exterior, encontrou a oportunidade de trabalhar a partir de casa e viver uma Vida de Home Office 🧡.
Post criado 24

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo