fbpx
que o documentário Tony Robbins me ensinou e pode te ensinar também

O que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também [NETFLIX]

Há algum tempo assisti a um documentário na Netflix que me fez repensar muitas coisas. E nesse artigo te conto o que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também. Quer conferir?

Eu não sou seu guru?

O documentário de um tal de Tony Robbins com o nome ‘Eu não sou seu Guru’ apareceu na lista de”indicações” da Netflix. Eu, cansada de procurar o que assistir na lista do serviço de streaming, logo cliquei. Pensei: “vamos julgar, por que não?!”. E acho que quebrei a cara.

O documentário trata dos bastidores de um megaevento que acontece anualmente nos EUA e atrai milhares de participantes. Os clientes aprendem a lidar com dificuldades em suas vidas com técnicas de coaching nada ortodoxas.

Material de auto-ajuda, sério?

Qualquer tipo de material voltado para auto-ajuda já me fazia torcer o nariz. Filmes, documentários, podcast, artigos, livros? Jamais perderia meu tempo. Preferia mil vezes continuar a ler meus livros de ficção sobre a era medieval.

Sinceramente, até de terapia com psicanalistas e psicólogos eu achava absurdo! Eu pensava: “Quem são eles pra me dizer o que fazer? Só eu  sei o que eu estou passando…esses escritores só querem ganhar dinheiro e fama em cima da fraqueza dos outros”. MAS tudo muda nessa vida, e eu já amadureci bastante esse pensamento e principalmente a ideia de ser ajudada.

Conceito pré formado

Como todo preconceito, ele começa quando a ignorância reina. Eu não sabia do que se tratava o material de auto-ajuda, nunca havia dado uma chance de ler sequer um livro. Até que eu revi meus conceitos e me permiti ler, assistir, consumir esse material.

Sono x Produtividade: entenda como dormir mal afeta suas habilidades.

E o quão errada eu estive todo esse tempo

Ainda não tive a oportunidade de ler muitos (aliás, me indica seu livro preferido de auto-ajuda nos comentários?) pois ainda ando a ler meus livros de ficção, mas dos que já tive a oportunidade de ler, tirei muitos ensinamentos. Alguns sei bastante na teoria (mas, infelizmente, por ali ficaram), no entanto outros já me ajudam a lidar melhor com esse incrível século XXI.

Ok, mas quem é Tony Robbins

Anthony Robbins é um estrategista, palestrante motivacional e escritor americano bastante famoso por lá.
Tony já prestou seus serviços à grandes personalidades como Billl Clinton, Princesa Diana, Nelson Mandela, Mikhail Gorbatchov, Madre Teresa e Arnold schwarzenegger – ‘Nossa, se eles precisaram se um life coach, quem sou eu pra dizer que não?‘ Você deve estar se perguntando, assim como eu – e está há mais de 30 anos treinando pessoas pelo mundo todo, todos os anos.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter! 🚀

Que tal receber todas as novidades do Vida de Home Office?

* Campo obrigatório

Para ser mais específica são mais de 200 mil pessoas em mais de 12 países, anualmente. Um batalhão de gente procurando mudanças!

Tatuagem e trabalho combinam? Leia tudo sobre o preconceito no mercado de trabalho.

Já ouviu falar das técnicas PNL?

Tony usa técnicas PNL. De acordo com a IBC Coaching:

A programação neurolinguística (PNL) foi desenvolvida em meados da década de 70, na universidade da Santa Cruz, na Califórnia, nos Estados Unidos, pelo psicólogo Richard Bandler e pelo linguista John Grinder. Os dois estudiosos se uniram para entender a razão de algumas pessoas alcançarem resultados acima da média, enquanto outras não. Suas pesquisas identificaram um conjunto de modelos e padrões que influenciam a mente, o corpo e o comportamento do indivíduo. A partir daí, eles analisaram que pode existir uma relação entre a mente (neuro), a linguagem verbal e não verbal (linguística) e como essa interação pode ser organizada (programação). Por isso, o nome da ciência é programação neurolinguística

Quite curious, right?
O Blog Auroravita fala mais sobre a relação entre programação neurolinguística e trabalho:

Essa técnica vem chamando a atenção porque ajuda a transformar o cérebro em um verdadeiro computador, que pode ser programado e reprogramado de acordo com o que você precisa.

A ação traz benefícios pessoais, mas também pode ser utilizada no mercado de trabalho. O objetivo é que você tenha metas profissionais alinhadas ao que sempre sonhou e consiga desenvolver competências e habilidades que vão fazer com que se destaque da concorrência.

Mas o que é a programação neurolinguística, qual sua importância, a relação com o mercado de trabalho e sua aplicação nesse contexto? São essas as perguntas a que vamos responder neste post.

Obras de Tony Robbins

Algumas de suas obras são:

Livros

CDs e DVDs

  • O Poder de Mudar Sua Vida Agora;
  • Lições de Maestria
  • Saúde Viva;
  • O Tempo de Sua Vida;
  • Vá até o Limite;
  • O Programa Final para Relacionamentos;
  • Liderança em Tempos de Crise;
  • Retomando A Sua Verdadeira Identidade;
  • Se recuperando de um Perda Esmagadora;
  • Sistema Pessoal de Treinamento;
  • Solte o Poder que Está Dentro de Você.

Palestras e eventos

  • I am not your guru;
  • Passos de Gigante;
  • Dinheiro – Domine esse Jogo;
  • Poder sem limites;
  • Desperte Seu Gigante Interior;
  • Mensagens de um Amigo.

Ficou interessada(o)? Os livros são affordable, mas achei os eventos salgadinhos. Suas palestras chegam custam o valor de $4.995,00 e duram de cinco a seis dias.

Leia: 5 sinais de stress e técnicas para combater o mal do século.

Por que Tony é o que é

O coache de sucesso passou por poucas e boas em sua infância e adolescência. A diferença é que ele tirou muitas lições das suas dificuldades e descobriu que podia tirar força de toda aquela experiência. Ele passou e usar seus sentimentos para o bem e fazer com que as pessoas tirassem, também, suas forças daqueles eventos e assim controlar de vez suas vidas e não deixar que as coisas ruins as controlem.

O que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também

Há muito o que aprender. Acredito que nem tudo servirá para todos, mas alguma coisa pode faze sentido para você!
Confira o que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também!

O primeiro dos ensinamentos é:

1. Um pensamento positivo pode mudar sua vida

Como uma epifania, você pode mudar seu modo de pensar, modo de agir e de reagir às situações. Você escolhe qual caminho tomar.

 

2. Deixar de ser duro consigo mesmo é essencial

Ele também fala muito sobre nos cobrarmos muitos. Esse é o meu maior erro da vida. Me cobrar demais. Me identifiquei muito com esse tópico.

Em uma cena muito comovente ele aborda um homem cujo pensamentos suicidas ocorrem com frequência. Tony o aborda para tentar convencê-lo do valor de cada indivíduo, e que esse homem com quem ele fala diretamente olhando nos olhos, também é de grande valor.

De acordo com o coache, o ser humano encontra meios se odiar. Primeiramente ele pergunta ao entrevistado:
“O que faz você se odiar?”
Já o entrevistado fala algo sobre não alcançar os padrões que ele mesmo impõe para si.
E na réplica Tony afirma:

Você tem sido duro consigo mesmo. Acho ótimo você ter padrões altos. Na realidade esses padrões altos têm um nome: “perfeição”.
A maioria das pessoas superestima o que pode fazer me um ano e subestima o que pode fazer em uma, duas ou até três décadas.
E você não tem idade o bastante para ter tido essas décadas extras, então não estrague tudo. Ainda há tempo.
E se você se der um tempinho e puder se amar mais, acho que descobrirá que você tem muito a oferecer.

Você tem que gostar de ser você mesmo. Você vai tirar um tempo para se desenvolver completamente e vai achar um jeito de curtir a sua jornada.

Enfim, acho que devemos nos amar (e tentar nos odiar menos), não é mesmo?

Confira dicas para se manter atualizado trabalhando remoto.

3. Devemos viver hoje para criar o amanhã com o qual estou comprometido

Ele explica que o seu passado não é igual ao seu futuro. Estabelecer metas é o primeiro passo para transformar o que é invisível em visível.
As pessoas não são preguiçosas. É que elas simplesmente têm metas impotentes, ou seja; metas que não as inspiram.

Na vida um monte de gente sabe o que fazer, mas poucos fazem, de fato, o que é preciso. Saber não é o suficiente, é preciso agir.

4. Onde há foco, a energia flui

O que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também é que: quanto maior o seu nível de energia, mais eficiente é o seu corpo. Quanto mais eficiente for o seu corpo, melhor você se sentirá e mais você vai usar o seu talento para atingir resultados extraordinários.

Para nos comunicarmos efetivamente, precisamos entender que todos nós percebemos o mundo de maneira diferente e usar esse entendimento como guia para nossa comunicação com os outros.

Pessoas de sucesso fazem perguntas melhores e, como resultado conseguem respostas melhores.

5. Rejeição leva a obsessão

O que o documentário Tony Robbins me ensinou e te ensinará também é que é muito comum crianças e jovens e até alguns adultos que sofreram algum tipo de rejeição na vida criam uma obsessão em torno daquilo. O que pode atrapalhar (E MUITO) muitos aspectos da vida.

Ele diz que a vida não é tão simples, não é preto no branco. Na verdade é bastante complicada.

Resumindo sua fala: um dos maiores problemas das pessoas é achar que não devem ter problemas.

São os problemas que nos fazem crescer, nos moldam. São os problemas que esculpem a nossa alma, nos fazem ser mais e melhores.
Se entendermos que a vida está sempre acontecendo para nós, não conosco é fim de jogo. Toda a dor e sofrimento desaparecem.

Devemos entender que somos o que somos, com a força que temos, justamente porque passamos pelo que passamos. Devemos tirar forças daquilo e não tirar forças para aquilo (ou aquela situação). Tire ensinamentos, faça melhor, ame o próximo, seja bondoso com os outros e consigo mesmo. 🙂

6. Fique em sua cabeça e você está morto

 

Stay in your head, your dead.

 

Bora fazer como Tony faz em seus eventos!
Levante a mão se você não sente que está tendo progresso na vida. Você não fez nenhuma descoberta. Que acha que tudo está indo para o lado não tão bom?

É normal. Acontece. E acontece principalmente para quem mantém toda a dor, toda a frustração, todos os pensamentos negativos dentro da mente.

É preciso se abrir para o mundo e principalmente para novas ideias, novos pensamentos e, assim, novos comportamentos. E isso só acontece quando abrimos espaço para as coisas boas entrarem e acontecerem em nossas vidas.

Há tantas pessoas estão ocupadas sobrevivendo, se mantendo, e nunca criam uma vida. Se não tirarmos um tempo para criar uma vida, vamos perdê-las e nem daremos conta disso. É necessário uma ação para que haja uma transformação. Tirar o peso das costas é um bom começo.

Também leia: Seja um líder de respeito: Confira 5 passos para não virar um ‘chefe’

7. Sou implacável para caralho

E o último é o seu mantra (que se tornou tópico e nome de outro de seus famosos eventos).

Robbins usa (e aconselha o uso) de um mantra todos os dias. Durante uma hora, diga para si mesmo:
“I’m fucking unstopable”. Podemos traduzir para “Sou implacável, caralho!” ahahah

 

Só você sabe o quão foda você é. Não duvide disso. 🙂

Enfim. Resumi o que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também, mas ainda há muito o que ver por lá. Já assistiu ao documentário?! Pretende assistir? Me conta depois o que achou. 🙂

Publicitária na área de marketing digital, resolveu trocar ideias sobre o mundo do Home Office. Morando no exterior, encontrou a oportunidade de trabalhar a partir de casa e viver uma Vida de Home Office 🧡.
Post criado 24

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo