fbpx
odeia segunda feira

Odeia segunda-feira? Então este artigo é para você! ⚠️

Não é incomum encontrar alguém que odeia segunda-feira (já aconselho a compartilhar agora este artigo com seu amigo que odeia iniciar a semana). E se esse é o SEU caso, vou te explicar o porquê você deveria parar de odiar o primeiro dia útil da semana e como fazê-lo.  O assunto é de extrema importância e pode trazer mais qualidade de vida para você.

Odeia segunda-feira?

De sete dias da semana passamos cinco deles trabalhando. São oito horas por dia, quarenta horas por semana…Já parou para pensar quanto tempo da sua vida você já passou e passará trabalhando?!

E quanto desse tempo que já se foi você teve aquela “depressão pós Faustão“,  aquele momento em que começa o Fantástico e você pensa: “tenho que dormir cedo mas ainda nem me organizei para começar a semana puxada de trabalho, estudos e deveres.” Só de pensar já bate o cansaço.

Mas já parou para raciocinar de que esse sentimento não deveria existir? Ou melhor ainda:  Por que você odiar segunda-feira?

Por que você odeia segunda-feira?

Pode haver outros motivos mas acredito que está diretamente ligado o trabalho. Mas: por que as pessoas odeiam o trabalho a ponto de odiar as segundas-ferias? Alguns dos motivos são:

  • Emprego enfadonho e/ou desagradável;
  • Falta de gerenciamento no trabalho;
  • Carreiras que não deslancham;
  • Falta de reconhecimento profissional e principalmente
  • Salário incompatível com as competências do funcionário.

No Brasil, 90% das pessoas não são felizes no trabalho

Olha que porcentagem mais absurda!

A pesquisa é do ano de 2017 e foi resultado de uma amostra feita em 21 estados do Brasil. Os dados não são tão recentes mas foram os últimos que encontrei relacionados ao assunto.

Outros dados dessa pesquisa apontam que:

  • 64,24% gostariam de fazer algo diferente do que fazem hoje para serem mais felizes;
  • 36,52% dos profissionais estão infelizes com o trabalho que realizam.

Os dados foram divulgados pelo Jornal Extra. Pode sim ser um dado sensacionalista para vender matéria? Com certeza. Mas sabemos quão difícil é encontrar alguém extremamente feliz com sua vida profissional.

Quantas pessoas você conhece que amam o que fazem?

Pois é! Também me fiz essa pergunta. E  é difícil de saber ao certo, mas com certeza é raro encontrar alguém 100% feliz no trabalho. E para te convencer que o sentimento é generalizado fiz uma pesquisa contendo dez perguntas sobre o ambiente de trabalho de cada um nas minhas redes sociais.

Vamos conferir as respostas?

Inscreva-se em nossa Newsletter! 🚀

Que tal receber todas as novidades do Vida de Home Office?

* Campo obrigatório

A pesquisa “Você é feliz profissionalmente?” 🔍

A pesquisa foi divulgada pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Linkedine, WhatsApp,etc. 80 pessoas responderam ao questionário que foi ao ar em junho de 2019 e ficou disponível por 7 dias.

As perguntas foram:

  1. Trabalha na mesma área em que se formou/profissionalizou?
  2. Acredita ter feito a escolha certa?
  3. O ambiente de trabalho é positivo?
  4. Sentem falta de gerenciamento em seu ambiente de trabalho?
  5. Quão bem organizado é seu time no ambiente de trabalho?
  6. A empresa em que trabalha oferece plano de carreira?
  7. Você tem reconhecimento profissional?
  8. Faz hora extra?
  9. Você acredita ter o devido reconhecimento financeiro?
  10. Avalie seu trabalho de 1 a 5.

Resultados da pesquisa💡

Os dados serão apresentados em porcentagem. Confira:

 

Resumindo: o que aprendemos com a pesquisa

  • 60% trabalham na mesma área de formação;
  • 40% não trabalham na mesma área de formação;
  • Desses 40%, 35% acreditam NÃO ter feito a escolha certa por falta de oportunidades;
  • 54% respondeu que não existe plano de carreira na empresa que trabalha;
  • 53% respondeu que não é reconhecido profissional como acredita ser;
  • 60% não acreditam ter o devido reconhecimento financeiro.

Em relação ao ambiente de trabalho:

  • 31% acreditam que o ambiente de trabalho é moderadamente positivo;
  • 39% sentem falta de gerenciamento em seu ambiente de trabalho com moderada frequência,  21% sentem falta com muita frequência e 11% sentem falta com extrema frequência;
  • 50,72% respondeu que seu time no ambiente de trabalho é mais ou menos organizado e 33% respondeu que é bem organizado;
  • 36% respondeu que faz hora extra no trabalho.

Em relação a avaliação:

Felizmente foram poucas as pessoas que trabalham de forma totalmente infeliz. Muitas apenas precisam lidar com medos e dificuldades no trabalho para que o ambiente se torne mais agradável. E essa atitude a tomar, meu caro, só depende de você. 

Senti falta de dados relacionados a idade, pois acredito que possa ter impacto em relação à infelicidade no trabalho. Mas pequei nessa questão. Mas fica para próxima.

Qual a sua conclusão?

Foram poucos os dados positivos e muitos dados em que é possível virar o jogo e construir um ambiente agradável. Portanto acredito que há uma saída para que você que odeia segunda-feira.

Vamos falar mais do assunto? Se você odeia segunda-feira, gostaria de compartilhar um vídeo super interessante que tem a ver com o nosso assunto.

Pare de desperdiçar sua vida

Na semana em que o youtuber lançou esse vídeo entitulado “STOP wasting your life” fui impactada por ele. E no sentido literal da palavra o texto bateu em meus sentimentos (e bateu com o texto para quem odeia segunda-feira!) e me fez ter ainda mais certeza de que estou no caminho certo. Mas vejo muitos a minha volta lutando para encontrar o caminho da felicidade – principalmente profissional.

Confira o vídeo. Ele é longo, mas vale a pena assistir. Abaixo do vídeo traduzi o texto do Prince EA para português:

Você sabe que dia da semana você está mais propenso a morrer de um ataque cardíaco?
Adivinha:
Te dou um segundo.
É segunda-feira.
Se importa em adivinhar a que horas?
É entre às 8 e às 9 da manhã.
Você sabe o que mais acontece na segunda às 8?
É o mesmo dia e hora em que as as pessoas se preparam para entrar em [seus] empregos.
Eles odeiam trabalhar.
Coincidência?
Acho que não.
Dê uma olhada neste gráfico.
Este é o tempo médio de vida de uma pesoa.
Em média vivemos cerca de 80 anos, com sorte.
Começamos a trabalhar entre os 18 anos
E trabalhamos, trabalhamos, trabalhamos e aposentamos lá pelos 67.
Agora, o que isso te diz?
Que para melhor ou para pior,
A maior parte da SUA vida será gasta no trabalho.
Não desperdice esse tempo infeliz, como meu amigo Jae.
Veja, Jae sempre dizia
“Quando eu terminar a escola, então serei feliz”
Bem…Jae terminou os estudos e não foi feliz.
Então Jae disse: “quando eu conseguir um emprego, então eu serei feliz”
Jae conseguiu um emprego e ainda assim não estava feliz.
Então Jae disse:
“Quando eu me casar, me estabelecer e ter filhos, então eu vou ser feliz”
Bem, ele se casou, se estabeleceu, teve dois filhos, mas ainda não estava feliz.
Então Jae disse:
“Ok, quando as crianças saírem de casa e se aposentarem, eu serei feliz”
Bem, as crianças saíram de casa e ele se aposentou, mas ainda não estava feliz.
Então Jae começou a ir à igreja.
E eu perguntei a Jae por que ele estava indo tanto à igreja.
E ele disse,
“Porque, quando eu morrer, serei feliz”
A história de Jae, mesmo que triste, não é única.
Eu poderia substituir Jae por Johnny ou Bonnie.
Na verdade, as iniciais de Jae representam APENAS SOBRE TODOS (just about everybody, em inglês)
Muitos de nós somos como Jae. Mas não é nossa culpa.
Fomos enganados para ficarmos presos em empregos que literalmente nos deixam doentes
E ser pessoas “E ENTÃO”.
Você sabe sobre as pessoas “E ENTÃO”, não é?
São pessoas que constantemente dizem “E ENTÃO” eu serei feliz.
Senhoras e senhores,
Nós temos que deixar de viver como pessoas “E ENTÃO” para nos tornamos pessoas “AGORA“.
Temos que ser felizes agora!
Como?
Temos que encontrar um emprego que amamos
Ou trazer mais amor para nossos trabalhos.
É hora de sair da corrida dos ratos*
Porque o engraçado é que, mesmo que você ganhe, faça um monte de dinheiro, segure o troféu que todo mundo saúda
Mesmo assim você ainda será um roedor peludo com nariz pontudo e cauda longa.
Acorde!
Pare de brincar com sua vida.
Isso não é um jogo de vídeo game.
Isso não é Mario Kart. Não é Fortnite.
Não existe o botão “tentar novamente”, não hã opção de recomeçar essa fase do jogo.
Quando é fim de jogo É FIM DE JOGO.
Mas há um código para o console humano.
E é: TOMAR O CONTROLE.
E pare de comprar as mentiras
Que a sociedade diz de como “o excesso de trabalho é legal” e “estar estressado é um símbolo de status”.
Oh, e quase esqueci da maior das mentiras:
Mantenha um balanço entre trabalho e vida.
Agora, superficialmente você pode não ver o quão louco isso soa.
Mas pense sobre isso: balanço entre trabalho e vida?
Não deveria ser o contrário?
Não deveria vida vir antes de trabalho?
Porque quando sua vida é melhor, você trabalha melhor.
Mas não escute a minha opinião.
O professor de Harvard Shawn Achor recentemente descobriu algo fantástico que ele chama de
VANTAGEM DA FELICIDADE
Seus estudos provam que 75% do sucesso no trabalho pode ser previsto não por quão inteligente você é, não pelo quão talentoso você é, mas por quão FELIZ você é.
Sua pesquisa é decisiva
Ele diz que quando você está feliz, sua inteligência aumenta, a criatividade aumenta, sua produtividade aumenta
E você sabe o que é o mais engraçado?
Você também faz mais dinheiro.
Mas a realidade nua e crua é que:
Você vive mais, também.
Sabe, parece bom demais para ser verdade
Mas otimistas realmente vivem mais do que pessimistas.
Então você poderia esticar este gráfico de alguns anos extras e preencher com mais alegria e lágrimas [de alegria].
Deixe-me ser claro:
Não escute essa mensagem de maneira suave.
É SEU DEVER SER FELIZ
Para o seu próprio bem.
Eu não ligo se você está aqui no final [da sua vida].
Mas nunca é tarde demais para trocar seu gráfico de mortalidade por um de vida.
E se recuse a sofrer durante os dias da semana
Ironicamente eles chamam assim,
Porque você está literalmente em uma semana desanimada [week daze em inglês].
Onde constantemente você espera a semana acabar.
Veja, eu acredito que muitas pessoas morrem de ataque do coração
porque eles estão envolvidos em trabalhos onde não estão seus corações
Eu acredito que as pessoas tem os sinais vitais baixos
Porque estão em trabalhos que não são vitais para eles.
Meus amigos, felicidade é uma escolha.
Mas qualquer um que diz que é fácil está mentindo.
Não é fácil, mas você tem que TENTAR.
O primeiro passo é olhar para si mesmo
E lembrar de uma citação que Buda escreveu há 2 mil anos atrás,
E acredito que ainda hoje sirva para a maioria das pessoas, que é:
“O problema é que você acha que tem tempo.”
Portanto, pare de desperdiçar sua vida.

Acho o texto pesado? Sincero que dói, não é?

Aliás, seu canal é incrível. Aconselho fortemente a acompanhar o trabalho do Prince EA.

Quer mais dicas do que assistir? Confira o que o documentário de Tony Robbins me ensinou e te ensinará também.

Dissecando o assunto

Foram muitas informações jogadas nesse texto incrível E que tudo tem a ver com quem odeia segunda-feira.  Vamos falar do primeiro deles:

A corrida dos ratos*

No texto, Richard Williams, ou Prince EA, fala sobre a corrida dos ratos. O termo veio do livro Pai Rico Pai Pobre, do autor Robert Kiyosaki. Tive a oportunidade de ler por indicação e achei interessante.

Resumindo o conteúdo do livro, o autor explica como mudar o mindset para que você pare de trabalhar para o seu dinheiro e comece a fazer o dinheiro trabalhar para você. O autor também explica que as pessoas que vivem pelo dinheiro estão numa corrida dos ratos, onde vivem de forma automática, num exercício sem fim, auto-destrutivo e inútil.

Conheça 5 sinais de stress e técnicas para combater o mal do século

 

a corrida dos ratos

Viver para o seu dinheiro, aceitar qualquer tipo de emprego apenas para seu dinheiro não é justo consigo mesmo. Digo isso porque eu fui assim. E sei que é muito difícil sair dessa situação, mas pense em maneiras de ser mais feliz e quem sabe de trabalhar com algo que você realmente goste.

Tempos difíceis estão por aqui. A taxa de desemprego não é das mais animadoras, mas eu acredito em você e acho que você deve SIM ser feliz.

Diferença salarial entre gêneros: existe e precisa acabar.

Passamos [quase] a vida toda no trabalho

Repliquei o gráfico que aparece no vídeo. Nele fala mais da realidade dos americanos, mas não está tão longe da realidade brasileira. Acredito que no Brasil comecemos a trabalhar mais cedo ainda (no meu caso aos 16 anos – e você?).

O tempo que passamos trabalhando é a maior parte da nossa vida:

 

quanto-tempo-das-nossa-vidas-passamos-no-trabalho

Mas o que esse gráfico tem a nos dizer e o que tem a ver com quem odeia segunda-feira?

A vida não é só trabalho

É preciso saber viver

  • Como diria a música dos Titãs.

Você precisa encontrar com o trabalho, encontrar uma maneira de viver plena e priorizar sua felicidade. Mas infelizmente isso não se aprende na vida acadêmica. Infelizmente,

Trate de amar a segunda-feira

Para você que odeia segunda-feira e que sente aquela depressão pós-Faustão: trate de amar a segunda-feira. Mude esse sentimento depressivo por um sentimento de renovação. Mais uma semana da sua vida está começando.

Lide com seus problemas

Vimos no artigo e no resultado da nossa pesquisa que há muitos problemas de:

  • Dificuldade de lidar com o gestor;
  • Falta de organização no ambiente de trabalho;
  • Muita hora extra;
  • Falta de plano de carreira;
  • Falta de reconhecimento financeiro;
  • Falta de reconhecimento profissional.

Todos os problemas acima podem ser solucionados conversando.  Sabemos que não é o forte do ser humano (por mais incrível que pareça). Até para mim, que sou da área de comunicação, é difícil conversar sobre certos assuntos com os gestores. Assim como sabemos que é difícil para gestores lidar com alguns assuntos com seus colaboradores. Portanto na maioria das vezes é só falta de comunicação. Que tal sentar, conversar e tentar achar um caminho para que você seja mais feliz no seu trabalho e, no final das contas, mais produtivo para o seu gestor. Todo mundo sai feliz! 😍

Não custa tentar, não é mesmo?

Como mudar o mindset?

E se tem uma coisa que aprendi com o tempo foi é que não existe dinheiro, status ou outras variantes que te façam mais feliz do que o sentimento de PAZ. E para amar sua segunda-feira de verdade primeiramente sugiro a fazer uma auto-avaliação. Pegue papel e caneta e responda algumas das perguntas essenciais:

  1. O que mais te desagrada em meu trabalho?
  2. É necessário desistir dessa vaga pelo que sinto ao estar ali?
  3. Consigo mudar esse ambiente hostil para mim para um ambiente mais acolhedor?
  4. Minhas atitudes e meu jeito de ver a vida está afetando meu ambiente de trabalho?
  5. Minhas atitudes e meu jeito de ver a vida está afetando meus colegas de trabalho, meus familiares?
  6. Gosto do que eu faço?
  7. Se sim, o que eu não gosto relacionado ao meu trabalho?
  8. Se caso não goste do trabalho, qual seria meu trabalho ideal?
  9. Me sinto reconhecida(o) de certa forma?
  10. Há um canal aberto para conversa com meu superior para tentar solucionar o problema?
  11. Conversar com meu superior pode me ajudar de certa forma?
  12. Se não há um caminho bom para mim onde estou hoje, qual caminho seguir?
  13. Devo procurar outro vaga de emprego?
  14. Devo mudar de área profissional?
  15. Por onde começar?
  16. Que tipo de vida quero ter?

O que é mais importante para você: comprar um carro novo no ano que vem ou passar as oito horas do seu dia num ambiente mais agradável? Tudo é feito de escolhas. Você saberá dizer o que é melhor para sua própria vida.

Mas se caso você queira e precise mudar sua vida, profissional principalmente,  para se sentir feliz aqui deixo mais uma dica:

Faça PLANOS

Ponha no papel, STEP BY STEP, quais os seus próximos passos para se tornar feliz. O que fazer, como fazer, quanto custará, etc. Mas não deixe para amanhã. 😉

Consegue diferenciar um chefe de um líder de respeito? Confira nosso artigo sobre o assunto.

O que aprendi com o tempo

  • Não há dinheiro que pague pelo nosso bem-estar;
  • A vida é uma só. É necessário estar bem consigo mesmo;
  • Não olhar para trás e não se arrepender do que não fez;
  • Encontre a sua maneira de chegar lá;
  • Pare de se comparar com os outros; Cada um tem o seu próprio tempo e sua própria jornada;
  • O mundo nem sempre é tão justo. Lide com isso;
  • Se adapte aos ambientes e às mudanças e pare de lutar contra o inevitável: mudanças;
  • Se afaste do que [e de quem] te faz mal;
  • Se una com amigos e amigas que te fazem bem. Se ajudem!
  • Não deixe você de lado. Você é sua prioridade;
  • PARE DE SE COBRAR TANTO:
  • Opte pela felicidade.

Se algumas dessas lições que aprendi servirem para você de alguma forma me sentirei AINDA melhor e terá valido ainda mais a pena. Acredito que servirão, de alguma forma, para quem odeia segunda-feira.

E você: é feliz profissionalmente?

 

Me conta o que achou do artigo “Você odeia segunda-feira?” E me conta: Você é feliz profissionalmente? Você vai mudar seu mindset e parar de desperdiçar sua vida?
Então bora! 😃

Publicitária na área de marketing digital, resolveu trocar ideias sobre o mundo do Home Office. Morando no exterior, encontrou a oportunidade de trabalhar a partir de casa e viver uma Vida de Home Office 🧡.
Post criado 23

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo